A importância dos Players se manterem informados

Deter a Informação sempre foi uma forma de ter o Poder, porém após o advento da Web a informação foi absurdamente disseminada. Claro que as mais relevantes, as famosas Top Secrety ainda são guardadas a “sete” chaves.

De uma década para cá, acredito que a informação continuou sendo importante, mas não tão relevante, já não confere tanto poder a quem a detém, já que sem conhecimento, ou seja, sem saber o que fazer com essa informação, talvez de pouco irá adiantar sabê-la.

Portanto na minha opinião é sempre importante adquirir conhecimento diário sobre tudo que cerca seu negócio e preferencialmente que compartilhe esse conhecimento com os players do seu Eco Sistema de Negócios juntamente com as informações recebidas.

Muitos me perguntam o que eu posso comunicar sobre minha estratégia? E eu sempre respondo: “Tudo, menos o como você faz”.

Sendo assim determinadas informações podem ser compartilhadas inclusive com a concorrência, isso chama-se benchmarking, o que ocorre muito nas Associações Setoriais, pois muitas vezes essa informação é uma forma de garantir o futuro dos negócios independente da empresa.

Porém no meu Eco Sistema de Negócios (Stakeholders) eu prefiro assinar Acordos de Confidencialidade e poder tratar de forma bastante transparente as informações, já que todos poderão contribuir da melhor forma para a evolução dos trabalhos e estarão juntos na mesma página.

Quando 1º Tenente do Exército Brasileiro tive a oportunidade de atuar por como Oficial de Informações e pude aprender muito sobre o Sistema de Gestão de Informações (SGI).

O SGI complementa a comunicação tanto interna como externa, pois é o conjunto de vários informes dinamicamente interrelacionados e devidamente processados e analisados para auxiliar na tomada de decisão visando atingir certos objetivos, ou seja, é tudo aquilo que ajuda a diminuir ao máximo o risco para a tomada de decisão.

Tanto em 1989 como hoje em dia, existem 3 fontes de informações:

• Perfeitas, ou seja, são aquelas que são 100% verdadeiras, e que tem uma taxa de sucesso superior a 98% das vezes de contribuem com o acerto na tomada de decisão;

• Imperfeitas, a fonte muitas vezes é segura, mas tem um grau elevado de incertezas, estando ligada ao estudo da probabilidade;

• Falsas, são aquelas atualmente conhecidas como Fake News, que são na imensa maioria das vezes fofocas e boatos de fontes, normalmente, duvidosas.

Respondendo de forma direta a questão desta publicação: “É fundamental ter conhecimento do seu negócio e do mercado que você atua, mantendo-se sempre bem informado, com informações perfeitas e devidamente compartilhadas entre os integrantes do seu Eco Sistema de Negócios”.

Escrito por Diogenes Lima - Diretor comercial e marketing da Novitá Alimentação Empresarial - Especialista em Supply Chain Management e Governança Corporativa, com diversos cursos e estágios no Brasil e no Exterior. 35 anos de experiência em alimentação e serviços, com sólidos conhecimentos nas áreas de Vendas, Compras, Logística, Operações e Governança Corporativa (Conselheiro de Administração Certificado pelo IBGC). Conselheiro do Instituto Brasileiro de Inteligência de Mercado, Membro do Comitê Estratégico de Marketing da AmCham e VP Comercial da ABPRH (Associação Brasileira dos Profissionais de RH). Autor do Livro Planejamento e Controle Orçamentário. Liderou equipes em trabalhos voltados à produtividade, racionalização de estruturas e participou na aquisição e fusão de empresas. Atuou como Consultor e Auditor Interno da Qualidade ISO 9000 e foi responsável como Diretor de Compras pela implantação da Sarbanes-Oxley.